Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 5 de agosto de 2007

EU

Fui assim... Cresci!...
E crescerei até ao fim dos meus dias,
de olhos postos num futuro que desconheço
mas no qual sempre confiei e confio.
Hermínia Nadais

1 comentário:

Janice Adja disse...

O amor trás a nulidade aos apaixonados a pior parte é quando vem a ausência. Os pés não saberão por onde seguir.
Parabéns!