Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 20 de janeiro de 2008

Cansaço

Cansaço

Hoje,
para libertar-me
do cansaço
manuseei
meus álbuns
e revi-me
nos cansaços
do passado...

Hoje,
porém,
na certeza,
de que minha vida
não está perdida
mas a ser
humildemente
consumida
nas torturas
que qualquer vida tem...
vida de quem é
filha,
mulher,
esposa,
sogra,
nora,
avó
e
mãe.

2008/01/20 – 17.52 h

Perdi minha vida,
Num mar de ilusão,
Só vejo pedaços
do meu coração.

Cansei de lutar.
As forças acabaram,
Tentei descansar
Mas não me deixaram.

Em tanta confusão
Me vejo metida,
Que dá cabo de mim,
Acaba - me a vida.

Hermínia Nadais