Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

terça-feira, 13 de maio de 2008

MÃE!



Três letrinhas... o maior dom da humanidade!...
Mulher em cujo corpo floresceu a vida plantada no jardim do mundo voando nas asas do amor até ao infinito.
Dádiva permanente de alma e coração que alimenta, acarinha, escuta, encaminha, chora ou ri como amiga e companheira de todas as horas, vigiando constantemente a alegria ou a infelicidade... quantas vezes sentindo e sofrendo no maior silêncio o respeito pela liberdade do crescimento global dos seus filhos!
Característica primordial da mulher... que se não é mãe fisicamente... exercerá a maternidade de uma outra forma!
Mãe! És o mais puro reflexo do verdadeiro AMOR!...


Hermínia Nadais

2 comentários:

Cöllyßry disse...

Linda a poesia a Esse lindo Ser que e Mãe...

Meu doce beijo

Bonecas da Filó disse...

Fez me lembrar um poema que penso ser da Matilde Rosa Araujo
Mãe
Que verdade linda
O nascer em Serra
Eu nasci de ti
Como a flor da terra

Beijinhos
Ana