Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

sábado, 26 de julho de 2008

AMA!

Quando tudo te correr bem
e as pessoas te olharem com carinho...
Ama!

Quando a adversidade te bater à porta
e te parecer que o mundo vai desabar
em cimo de ti...
Ama!

Quando as nuvens chorarem de dor
e o Sol perder o brilho por ver tanta amargura...
Ama!

Quando o verde dos campos se esconder
e os passarinhos deixarem de cantar...
Ama!

Quando a ternura das flores mergulhar
na solidão das pétalas ressequidas...
Ama!

Quando o ritmo descompassado do coração
te alertar para um iminente perigo...
Ama!

Quando os mais pequeninos te pedirem abrigo
ainda que ninguém esteja contigo...
Ama!

Quando os grandes do mundo te obrigarem
a olhar com serenidade
os seus “querer tirar a pele” à humanidade...
Ama!

Quando a mentira te caluniar
e não encontrares por onde fugir
por não quereres retaliar o teu sentir...
Ama!

Quando a escuridão dominar a tua lida
e te arrumar num beco sem saída...
Ama!


Quando a incerteza se colocar no teu caminho
para nada poderes discernir sozinho(a)...
Ama!

Ama, ama... e poderás conseguir
um mais sincero desejo de amar
e uma mais forte vontade de sorrir!

13 comentários:

neo-orkuteiro disse...

O texto é sincero, sentido, profundo, com uma recomendação que não se contesta. É parecido com quem o produziu. Congratulações brasileiras.

daniel disse...

Herminia Nadais

Um bom conselho!... Amar sempre, porque será sempre o amor a vencer sobre todas as coisas. O amor, para triunfar, começa em nós.

Daniel

São disse...

Boa receita...
Luminoso fim de semana.

Ricardo Tavares disse...

Boa maneira de encarar a vida. Amando ajuda imenso a lutar contra as adversidades.

Parabéns e beijinhos

Menina do Rio disse...

Amar acima de tudo. Belo!

Um beijinho

Vieira Calado disse...

Sim, amar sempre!
Esse é o segredo para um mundo melhor.
Um beijinho, amiga.

Anónimo disse...

Amiga Herminia, obrigada pelos seus comentários no meu blog... já tinha visitado o seu o que eu acho um AMOR...
Um beijo da "sonhos63"

Antunes Ferreira disse...

LISBOA - PORTUGAL

Olá!

Ama! Ama! Ama! Estou com o Vieira que não é calado. amar é o segredo para um Mundo melhor.

Cheguei a este teu blogue através de outros que costumo visitar e neles postar comentários. Cheguei, vi e… gostei. Está bem feito, está comunicativo, está agradável, está bonito – e está bem escrito. Esta é uma deformação profissional de um jornalista e dizem que escritor a caminho dos 67…, mas que continua bem-disposto, alegre, piadista, gozão, e – vivo.

Só uma anotaçãozinha: Durante 16 anos trabalhei no Diário de Notícias, o mais importante de Portugal, onde cheguei a Chefe da Redacção – sem motivo justificativo… pelo menos que eu desse com isso… E acabo de publicar – vejam lá para o que me deu a «provecta» idade… - o me(a)u primeiro livro de ficção «Morte na Picada», contos da guerra colonial em Angola (1966/68) em que bem contra vontade, infelizmente participei como oficial miliciano.

Muito prazer me darás se quiseres visitar o meu blogue e nele deixar comentários. E enviar-me colaboração. Basta um imeile / imilio (criações minhas e preciosas…) e já está. E se o quiseres divulgar a Amiga(o)s, ainda melhor. Tanto o blogue, como o imeile, tá? Muito obrigado

www.travessadoferreira.blogspot.com
ferreihenrique@gmail.com

Estou a implementar e desenvolver o projecto que tenho para o meu www.travessadoferreira.blogspot.com e que é conferir ao meu/vosso/NOSSO blogue a característica de PONTO DE ENCONTRO entre os Países fraternalmente ligados – Portugal e Brasil. No que estou, pela minha parte, a desenvolver todas as diligências que, naturalmente, me forem possíveis.
E, naturalmente também, para poder enviar-te «coisas» que ache interessantes. Se, porém, não as quiseres, diz-me que eu paro logo. Sou muito bem-mandado (a minha mulher que o diga…) e muito obediente (cf. parênteses anterior).
Já solicitei a colaboração da Embaixada de Portugal em Brasília, que tem à frente dela um diplomata fora de série, o meu querido Amigo, Dr. Francisco Seixas da Costa e na qual se integram mis dois bons Amigos de longos nos: o Adriano Jordão e o Carlos Fino. Seixas da Costa criou um blogue magnífico Embaixada de Portugal no Brasil, www.embaixada-portugal-brasil.blogspot.com, que vos recomendo vivamente visitar. Tem tudo sobre as relações entre as duas Nações. E já fiz o mesmo aqui em Lisboa. Espero receber resposta da Embaixada brasileira.
Este é um desejo que já ultrapassa a simples intenção. Felizmente, neste momento possui muitos comparticipantes – como desejo que seja o teu caso. Mas, com o empenhamento, a ajuda, o entusiasmo e a alegria que tenho encontrado – iremos longe. A internet (apesar dos aspectos negativos que ainda apresenta) tem uma força incomensurável e desenvolvimento tecnológico que se actualiza dia a dia.
Abrações e queijinhos, convenientemente repartidos e distribuídos

PS 1 – Quando navegarmos em velocidade de cruzeiro, quero alargar o Travessa aos outros PALOP. Que achas?
PS 2 – Desculpa por este comentário ser tão comprido e chato. Como a espada do D. Afonso Henriques…
PS 3 - Já compraste o me(a)u »Morte na Picada»? DIZEM que é muito bom. DIZEM… E também há quem tenha escrito que sendo contos da guerra em Angola 66/68 (em que infelizmente e contra vontade participei, é SANGUE & SEXO… Malandrecos… Já leste? E se, por singular acaso, tiveres gostado dele, terás de comprar muitíssimos mais exemplares. São excelentes prendas de aniversários, casamentos, divórcios, baptizados, Natais, Carnavais, Anos Novos, Páscoas, Pentecostes, vinte e cincos de Abris, cincos de Outubro, dezes de Junhos. Até para funerais. Oferecer o «Morte» na morte fica bem em qualquer velório que se preze. E, além disso, recomenda-o, publicita-o, propagandeia-o, impinge-o aos Amigos, conhecidos, desconhecidos & outros, SARL. Os euros estão tão raros e... caros...

Cöllyßry disse...

Que ternura de mensagem...que se faça assim com muito amor...

Beijo terno

Mel disse...

Amiga herminia, o blog que costuma ver já não existe... porque não tinha consistencia, convidu-a a ver agora: http://jardimalternativo.blogspot.com/ Sou eu na mesma e pode de lá ver na mesma; http://sonhos63.fotosblogue.com/home/.

Obrigada, um grande beijinho.

Pedro disse...

O mais importante: amar. De qualquer forma.

Parapeito disse...

Porque amar é preciso...Cada vez menos se acredita no Amor.

Um fim de semana cheio de sorrisos:))

Mariz disse...

Salvé querida amiga!
Que belo e sábio poema. Como eu sorrio sempre e não tenhi inimigos...abro o coração e deixo entrar!
Porém...estou de partida. Mas antes, vim fazer um convite, para uma celebração especial...embora não esteja cá, "revejo" todos, quando chegar. Fique bem, divirta-se e espero que goste do que preparei.
Sempre,
Mariz

ESPAVO!