Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

PORQUE CHORAS, MARIA!...


Porque choras, Maria!
Não foste feita para chorar
mas para seres feliz
e amar!

Choras porque amas...
amas de formas desmedidas
que na realidade
não são correspondidas!

Não te preocupes com teu jeito de ser
e de amar...
terás de respeitar
cada um tal como é sem te magoares
com o que quer que seja
porque a mágoa nunca te deixará crescer
e é para seres grande que continuas a viver!

Maria!
Mete na tua cabeça que a obra criada,
seja ela qual for,
só será bem amada
pelo coração e querer do criador!

Sabes bem
que já não tens ninguém...
partiu o pai... partiu a mãe...
mas não te amofines por favor
que antes desses tiveste o outro amor
que sempre te amou
ama e amará
com todo o Seu amor
e te compreenderá assim tal como és
desde a ponta dos cabelos
à pontinha das unhas dos teus pés...
e porque te ama com todo o Seu querer
fica muito triste quando te vê sofrer.

Não sofras, Maria! Sorri à vida
e pensa nesse grande amor
por quem sempre serás muito querida!
Lança fora de ti as amarguras
para não te perderes com torturas!
Canta a cada instante e grita de alegria
agradecendo os momentos do teu dia
pois melhores ou piores todos eles são
escadas para subires às alturas
que te trarão felicidades e venturas!

Sê forte mas sem exagerar
e quando exigirem de ti mais que o que podes
não digas basta nem te apoquentes
escuta, olha e pára para pensar
se valerá o esforço do teu sim
ou simplesmente será melhor calar
e marcar a posição achada exacta
para essa situação tão caricata!

Sê livre de pensar e de agir
sem que nada nem ninguém
no teu ser mulher
possa intervir!

6 comentários:

Jacky - Simples assim!!! disse...

lindas palavras...
Que inspiração.
felicidades, e que neste 2009 continuemos a ser presenteados por seu poemas maravilhosos.
abraços

Maria Jose disse...

Que poema extraordinário
Que a Hermínia escreveu
Tocou num ponto sensível
E no meu coração, mexeu

Pôs-me mesmo a reflectir
Num assunto tão delicado
Que em todo o conteúdo
Eu absorvi o recado

Por isso, eu digo, também
Não chorem, Marias, não
Porque o maior amor
É Deus, quem o tem à mão

Um bem haja, pelo conforto, que tão bem soube transmitir, às Marias, que choram.
Bjs.
Maria José

yaleo disse...

Porque choramos todos nós?
Pela busca da felicidade ecsondida, da ausência do amor, do que perdemos e não recuperamos mais, da dor que sentimos, do desespero se não ser capaz, de querer mais e mais e no fundo saber que a vida é um ponto de luz num caminhar...
Gostei muito d ete ler.
Um beijo

Menina do Rio disse...

Até a natureza chora! Pois não é depois da chuvas que semeamos. O choro lava a alma, levando embora as tristezas e fortalecendo-nos o espirito!

Um beijinho querida

Apenas eu disse...

Estou encantada. Que bela lição de Vida.

Mariz disse...

Querida amiga!
Transmissão de pensamentos. Estava a pensar de caminho vir até aqui, porque nem tenho tido tempo para tal.
Ando com uma carga bem pesada...e aquele post durou 4 dias a escrever, veja lá...nãosentia vontade,nem energia, depois apagava tudo,voltava a escrever...um cansaço!
Pressinto algo que não sei o que será...talvez a partida da m/mãe - já que o Digo nasceu e a vida sempre se transforma. É aquilo que é velho a dar lugar ao novo, como escrevi na faixa da direita onde está a idosa e o bébe´.
Gostei demais deste post. Bem claro, sensível...como seria de esperar - quisera eu escrever assim! é tal qual como diz...esperar mas liberta, para melhor raciocinar, decidir e agir

OUSAR! Ir onde é preciso!

Beijos meus
Mariz


Ah! já me esquecia...CONSEGUIU!!! BRAVO!!! está muito bem...agora como já sabe como se faz, tem lá a chave de minha casa em ouro, porque apenas é dada a quem deposito nteira confiança. Portanto não a dê a mais ninguém...não se dá a chave de nossa casa a qualquer pessoa!