Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

terça-feira, 27 de outubro de 2009

ESPERANÇA


A ausência da luz do Sol mostra-nos a noite... e quando as nuvens escondem a Lua e ofuscam o brilho das Estrelas ficamos sepultados em tamanha escuridão que por mais que os homens procurem as formas mais sofisticadas de a iluminar ela continua a esconder as maiores atrocidades, ignorância e ferocidade!...
De quando em vez são revistas ou desvendadas as atitudes da noite... na ESPERANÇA de que, sempre que o Sol inunde a Terra depois de nos fazer reviver o alvorecer de mais um dia... a utópica felicidade seja mais sensível nos atribulados corações dos homens insatisfeitos e desesperançados.

domingo, 11 de outubro de 2009

Fragilidade humana


Ninguém deverá ter nunca a ousadia de criticar as fraquezas e imperfeições de outrem, pois a fortaleza capaz de cada um vencer as próprias fraquezas e debilidades pode ser traída pela imensidão fugaz da fragilidade humana.