Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

TRAINEIRA



Traineira que andas perdida
sem saber onde parar
deixa que a calma do mar
te dê a paz que procuras.

Flutuas nas águas brandas
perdida na imensidão
de um mar que não tem fim.

Faz jus à voz do silêncio
e na abafada solidão
dá graças a Deus por mim.

Praia de Vasco da Gama, Sines, 2010/08/19 – 11.49h

Sem comentários: