Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A vida… e eu!


Na ânsia de viver... é imperioso rodar velozmente pela estrada da vida na noite do tempo!
Para sossegar a saudade aconchegante dos braços fortes do pai e dos carinhos da mãe, das carícias amáveis das mãos no desalinho suave e doce dos meus cabelos finos e escorridos e fugir ao stress arrasante, apetece-me parar… e mesmo voltar atrás!
Quando o meu corpo cansado já não segura o doido “veículo” que é ele mesmo acaba por embater fortemente no rochedo da insatisfação e por deslizar na encosta da inquietude e desespero.
E é então que, aterrado, o meu olhar exausto fixa o arvoredo da floresta e se extasia num sem número de animais calmos e pachorrentos que atentamente me fixam com olhos estupefactos e carinhosos.
Num relance... o meu coração apressa as suas batidas enquanto vou lembrando o desatino de tantas pessoas e o deleite de poder permanecer ali... sorvendo a doçura inconsciente daqueles bichinhos afáveis e inofensivos.
Realmente… a sensatez da selva... envergonha fortemente a humanidade!...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

O bem ou o mal


Todos os homens têm de trilhar um caminho. Se não tiverem a fortaleza, a coragem, o dom da sabedoria para seguir o caminho do bem, seguirão pelo caminho do mal, irremediavelmente.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

FRACASSOS E SUCESSOS!


A maior derrota de uma pessoa nunca lhe poderá vir do seu exterior, mas do deixar de acreditar que a vida é uma luta… e que é necessário e urgente haver constância em todas as lutas da vida, quer se obtenha dessas lutas fracassos ou sucessos.
Ao lado das conquistas ensolaradas que nos alumiam e aquecem… temos as fraquezas e desacertos que nos acompanham no desenvolvimento das qualidades de que fomos dotados.
Assim, perante os sucessos, há que os agradecer à perseverança no querer e no fazer e à maravilhosa “Força” interior de que somos animados; nos fracassos, há que parar para pensar… observá-los cuidadosamente… questionar as razões… e assumi-los com coragem para podermos superá-los e contorná-los de modo a, com eles e por eles, crescermos um pouco mais.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Esvaziar-se


Porque o homem nunca pode estar vazio, tem grande dificuldade em esvaziar-se do seu medo, respeito humano, orgulho, ódio, rancor, amor exagerado às riquezas e ao dinheiro... que é a única forma de ficar mais rico, porque cheio do Verdadeiro Amor.