Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 29 de maio de 2011

Felicidade!...



A felicidade conquistada
Neste mundo em que vivemos
Não nos virá das riquezas
Mas do bem que nós fazemos.

Sem comentários: