Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

quarta-feira, 20 de junho de 2012

SOMOS MULTIDÃO!




Somos multidão! Normalmente, ninguém pode viver sozinho!
Ninguém pode ser feliz sozinho! Ninguém erra sozinho nem se corrige sozinho!
Ninguém pratica o bem sem ter algo ou alguém com quem o praticar!
A vida é um dom, uma alegria, uma graça!...
Mas… quando falamos em vida, estamos a evocar tudo quanto existe do qual nós, eu,  tu e eles… somos parte integrante!
Quando falamos em vida falamos numa totalidade de pessoas inatingível pela racionalidade da nossa mente humana.
Nós, tu e eu, além de, seres sociais, não prescindirmos dos outros seres humanos, dependemos ainda do Sol, da Lua e das Estrelas, dos Planetas e Cometas, do ar, da água, da escuridão e da luz, do frio e do calor, das árvores e animais – mamíferos, aves, peixes, e até dos répteis, batráquios, insetos e não sei que mais… é assunto de estudos especiais que não consigo nem tenho necessidade de compreender.
E, analisando um pouco mais e melhor,,, não somos somente toda a multidão atual desta época que atravessamos,  somos também a multidão de todas as pessoas de todos os tempos que passaram e daqueles que depois de nós hão-de vir!
A nossa vida de seres sociais que só nos completamos verdadeiramente uns com os outros… e todos com Deus por Jesus Cristo agarrados à CRUZ… é um enormíssimo e incompreensível mistério.
Que consigamos um dia compreendê-lo!

Hermínia Nadais

2 comentários:

SOL da Esteva disse...

"Nós" somos o Ser a que nos tentamos assemelhar para subirmos na escala dos Valores.
"[...]Que consigamos um dia compreendê-lo!"

Beijos


SOL

Silenciosamente ouvindo... disse...

Um texto minha amiga que me comoveu
e que merece uma grande reflexão.
Sozinhos, de facto, nada somos.
Desejo MUITO que a amiga esteja
bem.Beijinhos
Irene