Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 29 de setembro de 2013

MÁSCARA



 Na solidão
do meu quarto
despi
a minha máscara.

Encontrei-me.

Resta-me
a Esperança
de aprender
a viver
comigo.


Hermínia Nadais

sábado, 7 de setembro de 2013

Incertezas

Não sei o que quero ando a procurar
O mundo é belíssimo para nele viver
por entre tumultos
 satisfações ou com sonhos coloridos 
que  emlevarão a alma e darão força ao coração
enchendo de amor e paz 
a doçura dos sentidos!