Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 29 de setembro de 2013

MÁSCARA



 Na solidão
do meu quarto
despi
a minha máscara.

Encontrei-me.

Resta-me
a Esperança
de aprender
a viver
comigo.


Hermínia Nadais

1 comentário:

Maria Rodrigues disse...

Minha amiga temos de aprender a viver connosco próprios.
Beijinhos
Maria