Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 21 de dezembro de 2014

DIAS DE PAZ!



Dezembro... faz-nos pensar!
O tempo passa a correr
neste mundo de inconstantes
que não pára de nos surpreender!
Estamos no último mês do ano,
de mais um ano que nos foi dado viver,
e em que todos os segundos
foram muito importantes!
Será que os soubemos aproveitar?
Não sei muito bem!
Tenho pensado muito
no que fiz deste tempo de vida
onde encontro coisas boas
e nem tanto assim
com situações de certo pavor,
mas foi com todas elas
que cheguei a este dia
o que muito agradeço ao Senhor!
Com avanços e recuos,
sinto que escalei
mais um pouco da minha montanha.
Não sei quanto me faltará
para o fim da caminhada,
na certeza de que
quando chegar ao seu fim
não estarei mais aqui
para vos dar contas do acontecido!
Não choreis por mim!
Antes, regozijai-vos,
porque acabaram os meus tormentos!
Então,
 lembrai os bons momentos que passamos juntos
e as turbulências tempestuosas que vencemos!
E estai certos de que,
se nessa outra dimensão da vida
me for dado a hipótese,
permanecerei junto de vós,  
nunca vos deixarei
pois sois queridos demais
para vos deixar sozinhos!
Faltam quatro dias
para a celebração festiva do Natal de Jesus
que tanto nos apraz!
Que Ele nasça para sempre
em todos os corações
para que acabem as guerras
e incompreensões
e a humanidade  possa
finalmente
gozar dos tão almejados
 DIAS DE PAZ! 

Hermínia Nadais

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Hoje...



 Hoje...
Imaculada Conceição, Aquela que trouxe Jesus ao Mundo!
O Mundo é o jardim de Deus, e  cada um de nós é,
para Ele, a mais bela flor desse jardim!

Hermínia Nadais

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

A VIDA É BELA!...



 
No meu mundo desencontrado
sempre me vou encontrando!
 E depois de verificar
interiormente
como me encontro
tento encontrar razões
para ir em frente!
E sem parar nem olhar para trás
os dias vão passando a correr
enquanto em todos
os seus minutos e segundos
vou aprendendo a viver!
A vida é bela!

Hermínia Nadais

domingo, 9 de novembro de 2014

Poeta



 
A alma do poeta
é como uma luz
na penumbra da noite…
vê com clareza
o que mais ninguém
consegue enxergar.

Hermínia Nadais
 
2009/05/11 – 01.51