Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

sábado, 23 de julho de 2016

NUNCA É DEMAIS FALAR DE AMOR

 Nunca é demais falar de Amor num tempo em que o horror anda à solta um pouco por todo o lado a encher de indignação qualquer pessoa minimamente capaz!
Nunca é demais falar de Amor enquanto que a infância e juventude são levadas a viver na busca do mais fácil e imediato que não leva a lado nenhum!
Nunca é demais falar de Amor quando se procura o bem-estar em todos os lados menos dentro da própria pessoa que é o local sagrado onde o Amor habita!
Nunca é demais falar de Amor a sério... pois fala-se por demais em amor mas não se vive no Amor verdadeiro, aquele que se dá sem peso nem medida e sem esperar nada em troca!
Nunca é demais falar de Amor quando os valores humanos não são devidamente postos em prática levando as pessoas a ocupar o lugar de coisas... o que não são, de todo!
Nunca é demais falar de Amor!...
Não sei! Quem sabe até... talvez até seja demais falar de Amor quando se não dá ao Amor o primeiro lugar na vida!
Nunca é demais falar de Amor, porque a verdadeira felicidade para que fomos criados só se encontrará colocando o Amor antes e acima de tudo!
Então, assim sendo... e porque assim é... nunca será demais falar de Amor nem viver de Amor e por Amor!
Que o Amor seja Amado!

Hermínia Nadais 

Sem comentários: