Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

quinta-feira, 31 de maio de 2018

AMAR... EM PLENITUDE!


Amar, é servir, é dar-se, é entregar-se... É, de certo modo, fundir-se com o ser amado. O amor simplesmente humano, nunca passará de uma ilusão.  O amor em plenitude, só será possível, se assente numa profunda intimidade entre o homem e Deus.     
                      
2003/01   01.07 h

Hermínia Nadais

quarta-feira, 30 de maio de 2018

GRANDE COMPLICAÇÃO!...


O amor dos homens é muito pequeno para nele caber o amor de Deus, por isso, o amor de Deus só é possível se os homens se esquecerem do seu próprio amor, se matarem o seu amor próprio, para que, assim, possa enraizar-se neles o Amor de Deus que é, na realidade, “o único” que faz o amor de qualquer homem chegar intacto e sem excepção a todos os outros homens.  

2003/03/07   13.30h

Hermínia Nadais

terça-feira, 29 de maio de 2018

CAIXINHA DE SURPRESAS


O homem, por muito forte e coeso no seu querer e nas suas convicções, é, para si próprio, uma “caixinha de surpresas”, pois nunca saberá ao certo a reacção inesperada que poderá ter perante as dificuldades que surgirem em qualquer momento.                          2002/12/14         02.20h
Hermínia Nadais

domingo, 27 de maio de 2018

Verdadeira Sabedoria


O verdadeiro sábio não é o que se coloca acima dos demais por se julgar detentor de algum saber, é o que se fecha no silêncio do seu nada com os ouvidos do corpo e do coração atentos, abertos e prontos a reconhecer e aceitar os saberes dos outros como um dom oferecido por Deus, interferindo (nas assembleias e não só) apenas na hora certa e na medida adequada às necessidades de momento, de modo a que os intervenientes no processo saiam dele mais enriquecidos pelos ensinamentos do Senhor, presente no mais íntimo dos corações de todos.                  

2003/03/17     09.30h

Hermínia Nadais

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Recordando... Miminhos!


QUERIDO!
Eu não me cuido! Cuidas-me. Espevitas-me. Levas-me a fazer coisas que nunca imaginei e a viver como ninguém vive. É por isso que me julgam louca, pois faço o que ninguém é capaz de fazer. Assumo os meus inúmeros erros e avanço presa na Tua mão que os olhos não vêem mas o coração sente.
Vazia de mim… só posso desejar da vida que a preenchas a Teu modo, ‘Tu’!... só ‘Tu’!
2009/10/12 - 17.57h
Hermínia Nadais

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Política




Admiro muito a coragem
Dos políticos, frente a frente,
Discutindo o bom e o mau
Na frente de toda a gente.

Vou ter saudades de ver
Passar na televisão,
Os debates da política
Que me enchem de atenção!

Eu tenho a minha política
Como a têm outros mais,
Mas não sou politiqueira,
Guardo p'ra mim meus ideais

Hermínia Nadais