Penso, brinco, trabalho, estudo, medito, escrevo e partilho com quem quiser ler

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

O GATO DE SINES!


O gato de Sines
riscado
escurinho
largado
na berma da estrada
na encosta do monte
que ele nunca escalava.

O gato de Sines
corria
pulava
grunhia
e miava
atento a tentar
na berma da estrada
encontrar
algo ou alguém
que não se sabe porém
porque o deixou ficar.

O gato de Sines
estava esfomeado
aflito alvoroçado
a olhar sem parar
para toda a autocaravana
que via chegar.

O gato de Sines
procurava alguém
não sabemos quem.
Ele tinha fome e comeu o pão,
comeu a batata
bebeu o leitinho
entrou e ficou
e com o maior carinho

subiu ao colinho
de quem o tratou.

Foi tal o abraço
forte e afetuoso
que encheu de gozo
a sua protetora
que após sem demora
pôs-se a acarinhá-lo
e pensou carregá-lo
dali para fora
pensando agora
no que arranjar
para o levar.

Gaiola coleira areia ração...
à volta do  gato
ouve confusão...
e já naquela noite
o feliz gatinho
muito anidadinho
se deitou no chão
dormindo na paz
dos anjos do céu
nesta casa andante
que a sorte lhe deu
e onde ele entrou
p´ra se proteger
e encontrou pessoas
para o acolher.

E o gato pequeno
de pelinho riscado
tem quatro pessoas

a prestar-lhe cuidado.


Sines, 2010/08/22 – 10.43h

Hermínia Nadais


quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

MANHÃ DE DOMINGO


O céu azul cobre os telhados vermelhos
e grandemente inclinados
onde a neve branca e fria
tem dificuldade em se acolher!

Os passarinhos
sobrevoam suavemente o espaço
e poisam nas bermas das ruas!

Os recortes
colados nas janelas em frente
tornam mais acolhedor
este já acolhedoríssimo ambiente!

As minhas “três gaivotas” encantadas
saem agora dos WC.

Está a chegar a hora de partir por aí além,
atrás de outras encantadoras maravilhas
que o encantador norte do nosso Portugal
guarda e sustém.     

2012/02/19 – 09.31 F. C. Rodrigo     

Numa das saídas de caravana na visita às amendoeiras em flor!
As minhas três Gaivotas, as minhas duas irmãs e cunhada, pois os homens andavam sós de outrolado, todos muito querio e queridas! Belos tempos para recordar!
Hermínia Nadais                           

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Na paz da tarde...



 Uma “folha colorida”
e marejada de tempo
vagueava pelo espaço
cantando lindas histórias de encantar!
Tão belas
que entretinham os sorrisos das estrelas
e adoçavam o coração do Sol
os lábios da Lua
a meiguice das flores
e os segredos do vento!
Em suaves melodias...
a “folha colorida”
cantava a ternura suave e doce
dos bebés acolhidos
sob a frondosa copa da árvore
onde vivera,
a paixão dos que sob ela vira enamorar-se
e ainda as carícias dos que
aproveitavam
a serena quietude dos bancos do jardim
para desfiar memórias!...

Quadro (in)vulgar
e uma delícia para a vista
de quem tem olhos para ver!...

Por esse mundo perdidas,
quantas exposições assim,
deslumbrantes
e plenas de detalhes outonais
do tempo e da vida!...

E com quanta felicidade e alegria
nos podemos extasiar
sorvendo a beleza incomparável
e inconfundível
dos odores outonais do tempo
e sentindo na alma
a chegada lenta e calma
das características outonais da vida,
na melodiosa paz da tarde!...

Hermínia Nadais

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

A CAPA DE SÃO MARTINHO!


Quantas palavras cruzadas
nas agruras da existência
sem conseguir dar amparo
pela falta de consciência!

Temos que pensar nos outros
se os pudermos ajudar
pois é uma boa ordem
que Jesus nos está a dar!

Com certeza gostaríamos
nalguma necessidade
de ter dois braços amigos
a ajudar-nos de verdade!

Façamos então aos outros
tal e como, de verdade,
 queremos que a nós nos façam
criando fraternidade

Hoje é um dia especial
o dia de S. Martinho
lembremos a sua lenda
e não castanhas e vinho!

Um homem cheio de amor
e de coração bem nobre
que partiu a capa ao meio
para agasalhar o pobre!

Olhar bem p´ra quem precisa
dentro e fora do templo
olhemos p´ra São Martinho
sigamos o seu exemplo!

Hermínia Nadais

sábado, 9 de novembro de 2019

PERIPÉCIAS DA VIDA!...

Não foi bem assim, foi quase...
O tempo passa depressa enquanto fazemos muita coisa errada.
Errada para nós mesmos, disparates que podiam ser evitados, mas a vida é mesmo assim.
E logo que não sejam coisass que nos afetem o ser já nada mau, porque o ter fica por cá quando nós partirmos, mas que é doloroso, lá isso é!
Estou viva! Graças a Deus! Ou... nem sei se seria melhor partir para o outro lado, para aquele lugar para que todos fomos criados e onde tenho já a outra parte de mim!
Não devia postar isto, mas é um desabafo!
Tudo passa, e os anjos que tenho por família estão sempre a meu lado, assim como muitos amigos que também são autenticos anjos!
O mundo é belo e bom, as nossas parvoíces e descuidos é que nos tornam a vida mais difícil, mas é a vencer dificuldades que mais crescemos!
Obrigada blogue, meus olhos estão a ficar secos, e eraa isso mesmo que eu queria. Vou ver se consigo vir aqui mais vezes, por as visitas em dia... e olhar por ti como ssempre devia ter feito.
Para toda a gente, um bom final de sábado e bom domingo!
Hermínia Nadais