Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

NATAL



Tempo de Amor,
Tempo de Esperança,
Tempo de Solidariedade,
Tempo de Confiança,
De Luz e de Verdade!

É a festa do aniversário
Do “Maior Amigo”
Que todo o Homem tem;
O Filho de Deus,
Que quis ter uma “Mãe”
E um "pai", como qualquer de nós,
Para nos mostrar,
Como todo o Homem
Deve saber viver
Deve saber Amar,
Um Amor
Cheio de Luz,
Como Esse Menino,
O Menino Jesus
Que quando crescido
Por nós foi condenado,
Estendido e pregado,
Nos braços de uma cruz...
E na haste maior, a principal,
Ele ligou a terra ao Céu!
E na mais pequena,
Que é horizontal,
De braços abertos
Chamou cada qual,
Ao Amor com qualquer outro
Que em Deus é irmão...

E se no Mundo
Cada um tivesse Amor profundo
Semelhante a Este Amor que é sem igual...
Estaríamos, eternamente,
Celebrando a Festa de Natal!
Pois o Natal em cada vida, em cada crente,
É nascer para "O Amor" constantemente!

3 comentários:

Mariz disse...

Querida amiga
Venho pedir desculpa pela ausência, mas não por esquecimento, pois está no meu coração; mas sim, porque há já algum tempo a evolução de muitos problemas e as resoluções de alguns, foram drásticas e implicaram despedidas - tudo convergiu para uma nova viragem de vida. Tanto assim, que perdi a vontade de vir para a blogosfera. E faço um esforço enorme para "postar" algo; só o faço porque tomo isso como "serviço"/missão - para que hajam outras almas, que no seu "despertar"se revejam infimamente no que escrevo.... - se assim não acontecesse, já teria fechado os blogs.
Portanto, restam-me os comentários que acabam dia Ano Novo.
Limito-me aos mails.
Deixo um presentinho de Natal que elaborei para todos os amigos/as.
Como estou sózinha - nesta como noutras Quadras - foi a pensar em vós, que o poema foi elaborado; assim, estão comigo em pensamento num quadro falado, como lá refiro:
"velas, almofadas, mantas, bolo de mel, vinho velho e....conversando até ás tantas,
ao som de"....

(cick e veja)
Deixo os meus Maiores votos....
Com as Bençãos que a Divindade em mim, lhe entrega....
Com o incenso que coloco a arder limpado a atmosfera que respira....
Pego nas suas mãos, e inclinando-me sobre a sua testa, pouso um suave beijo, e baixinho murmuro:
onde estiver, o que fizer, ou pelo que passar, estarei consigo...sempre...


Sempre...

Mariz


Feliz Natal e um Ano Novo Maravilhoso

yaleo disse...

Neste tempo de amor, venho desejar-te um Feliz Natal***

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^