Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Encontrei-me...


Encontrei-me... buscando no silêncio do nada a energia capaz de prosseguir a escalada do dia. Agora, posso regressar ao meu desterro.

1 comentário:

Coração disse...

Oi Hermínia!

Que surpresa agradável encontrar um blog tão suave e gostoso como o seu.
Adorei e agora sou sua seguidora.
Passe no meu depois...
Será um prazer receber sua visita.

Um beijo,