Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

sábado, 15 de janeiro de 2011

DE MIM… PARA MIM!...


Se queres a descoberta da existência equilibrada
na economia ritmada de esforço e tempo,
então:

em cada bom ou mau momento mantém a serenidade
a calma e a concentração
na busca do equilíbrio emocional com dedicação.

procura determinar um lugar certo
para todas as coisas (fora e dentro do coração)
para sempre puderes arrumar
cada coisa no seu devido lugar
e na necessidade rapidamente
as poder encontrar
e usar devidamente.

aprende a sorrir brandamente
quando o coração transborda de alegria,
e calorosamente
quando sentires no íntimo do coração
a horrorosa dor de uma noite escura
tempestuosa e fria.

palpa o terreno humano antes
de lhe abrir qualquer porta do coração
para evitar o desencanto amargo
de uma má interpretação.

extrai da voz ardente do silêncio
a verdadeira palavra para dizer
o verdadeiro caminho para trilhar
e a força necessária para desencadear
toda a acção que tiveres de fazer
da melhor forma que puderes realizar.

e o que tiveres de fazer não deixes para o “logo”
porque o “logo” pode nunca acontecer.

sai do teu ninho
ao encontro de quem necessitar
do teu amor do teu empenho do teu ser completo
com todo o teu querer o teu saber
o teu carinho.

entra dentro de ti constantemente
para tirares da rocha do teu ser
todo o potencial ali guardado desde sempre.

mas nesta enorme caminhada
que se chama vida
tu terás que te sentir sempre habitada
pelo mais terno amor do Pai Comum
que nos irmana a todos nesta imensa lida.

E
se o saber fosse… realmente… o conseguir…
tu poderias levar… para sempre… a vida a rir.

4 comentários:

Virginia lucia domingues disse...

amiguinha, lindo e sábio como sempre, bjs

Mariz disse...

Querida Hermínia

Espero que o novo Ser que veio ao mundo continue a crescer e saudável. Que a sua luz seja mais uma Pone para o mundo, quer em casa como fora dela.
Que a felicidade que emana e que todos sentem nessa união sempre tão intensa, seja o porto seguro nas horas menos boas.

Esta post é dum Sabedoria imensa.
E porque me revi nela, ainda bem que veio reforçar aquilo que decidi. Mudar daqui e esperar o tempo certo para saltar para algo mais profícuo. O meu período no blog que foi aberto para passar algum auto-conhecimento, foi bom e aceite aé determinada altura..mesmo quando cobras venenosas tentaram manchá-lo e estrangulá-lo..mesmo assim sobreviveu. Porém não deixei de ficar atenta a todos esses sinais.
Depois vieram outros tantos até que fechei comentários...foi já uma tomada de posição quase como profecia do que se seguiria depois. Não foi necessário mais tempo de abertura de coment´rios apra que a maledicência gratuita se fizesse sentir, o ressabiamento, a inveja, e insensatez, a traição do que alguém no seu tacto e sentimento entende por amizade!
Tudo isso foi como um balão que reventou e deixou cair muitos papelinhos sem cor e sem nada escrito, a não ser vergonha e descaracterizaº
ao apra quem escreveu tamanhas barbaridades, apoiadas/os pelo fel de quem sabe contaminar pela má formação.
Assim sendo e como vejo nisso mais alguns sinais para saltar fora, por essa razão fecho o blog.
Deixo apenas o Medita-Acção porque quem quiser segurar-se e fortiicar-se, aquele é um local onde só elementos ENORMES escreveram. Eu não meto a colher sequer....
Deixei no ultimo post que ficou por altura do Dia de Reis,uma breve notinha para algumas pessoas que de uma forma ou outra marcaram este percurso e a minha querida amiga, figura entre elas...óbviamente.
Grata pela ajuda sempre tão benéfica e gratificante.
Manteremos sempre o ontacto e ouvir-nos-emos nos bons e não tão bons momentos.
Espero que esteja a recuperar bem e por favor não..."corra"!

Beijo terno
Abraço eterno

Sempre...
Mariz

Maria disse...

Amiga conselhos sábios, para viver a vida com mais harmonia. excelente!
Aproveito para agradecer todas as mensagens que tão gentilmente deixa no meu cantinho, e peço desculpa de só poder vir visitar e comentar ao fim de semana, mas durante a semana é quase impossível, pois a minha disponibilidade de tempo é bem pouquinho. Os meus posts embora aparecem quase diariamente, são feitos pela noite adentro que é quando consigo parar as minhas tarefas, depois são agendados.
Desejo um Bom Domingo
Beijinhos
Maria

Leonardo Pessoa disse...

Sabedorias escritas em forma de poema.

PARABÉNS LINDO!