Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 22 de fevereiro de 2015

VIVER!



 Viver é ser livre
olhar o mundo
com alegria e amor
descobrir
a beleza da erva rasteira
ou da flor
da nuvem que flutua no espaço
ou da água fresca
que consola a terra...
É olhar o infinito
e buscar no silêncio
momentos de paz...
É correr constantemente
pelo espaço do ser
na quietude harmoniosa
do tempo
e crescer
sem peso nem medida
nas alegrias ou tristezas
alternadas
no decorrer da lida.

2008/05/11 – 23.34h

Hermínia Nadais

1 comentário:

Silenciosamente ouvindo... disse...

A minha querida amiga descreveu muito
bem através de poesia o que é viver.
Gostei muito.
Desejo-lhe amiga, amanhã um Feliz
Dia da Mulher.
Um beijinho
Irene Alves