Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 28 de fevereiro de 2016

AMIGOS


 Amigos na nossa vida
São anjos que Deus envia
Para calar o sol ardente
E da noite fazer dia.

Tirar-nos da escuridão
Livrar-nos do lamaçal
Dar-nos as mãos no caminho
Para nos guiar, de mansinho
E nos retirar do mal.

Amigo da minha vida
Não sei como agradecer-te
Procuro-te na escuridão
Mas nunca consigo ver-te.

Andas escondido, algures
Nas duras lutas da vida
Trabalhando teus ideais,
Não sei se lembras de mim
Mas esquecer-te não consigo
Lembro-te cada vez mais.

Hermínia Nadais

1 comentário:

Maria Rodrigues disse...

Os amigos são farois que iluminam o nosso caminho.
Maravilhos poema.
Beijinhos
Maria