Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 22 de janeiro de 2017

A NATUREZA


 Quando o vento brame
e o céu flameja
as nuvens dançam
e o mar encastelado
se enrola na areia da praia
os pássaros cantam
e os peixes se removem
tranquilamente nas águas
os leões rugem no deserto
e as vaquinhas se aquietam
para que lhes tirem o leite
o cão ladra e o gato mia
tudo Te louva Senhor
na mais plena harmonia.

Só o homem, Senhor,
inteligente
e que eternamente
Te deveria louvar
não tem tempo Senhor
p’ra Te encontrar!

Hermínia Nadais
 2009/12/22 – 12.60h

Sem comentários: