Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 29 de agosto de 2010

Vida


Ainda não descobri
porque o desespero da vida
desestabiliza tão fortemente o homem.

A vida é de Deus e Deus é vida.

Confiar na vida é calma,
paz,
tranquilidade,
alegria,
satisfação,
serenidade,
consolação,
luz
verdade,
união,
amor,
fraternidade,
animação…

vida plena de dor e amor…
na maior consolação.

Sem comentários: