Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

O HOMEM

Todos os seres animados ou inanimados trilham normalmente o caminho que lhes foi traçado. O homem, não obstante ter sido dotado de inteligência e razão, continua o eterno desconectado da verdadeira razão da sua existência. E muito cheio da sua suma importância ainda tem o desplante de gritar quando tudo vai mal!… Claro!... O HOMEM não consegue ou não quer ver-se no espelho para não ter de assumir a responsabilidade dos seus fracassos.
Concluindo: o HOMEM, considerado rei de toda a criação, capaz de dominar tantas técnicas e de inventar tantas maravilhas, apesar de tudo, quer queira quer não… e ainda assim… continua a ser o maior responsável pelos problemas de preservação e conservação da Natureza.

Sem comentários: