Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

EU SOU... AQUELE QUE SOU!


Todos os escritos são fruto de quem os escreve. Pessoas calmas, concentradas, atentas e perspicazes, habituadas a ler nas entrelinhas e a pensar muito antes de emitir qualquer opinião, a olhar o comportamento dos outros com vontade de descobrir a sua parte boa, normalmente falam da novidade onde elas e as demais possam aprender, ininterruptamente.
Há palavras que parecem vomitar ódio… mas são essas que devem merecer a nossa maior atenção, pois, genericamente, são camuflados pedidos de socorro!
Saber de onde viemos e para onde vamos é a maior das questões da nossa vida! Pelo que vemos, nascemos dos nossos pais, temos alguns anos para vaguear por este mundo onde poderemos ou não dar continuidade a essa vida pela geração ou não de novos seres, os filhos e filhas, depois do que, inevitavelmente, num qualquer dia e momento, visivelmente, deixamos de existir, e, sepultados ou cremados, desaparecemos da face da terra.
Por mais voltas que dermos para perceber e aceitar esta nossa condição de simples mortais, ela continuará inaceitável e inadmissível para todos nós. A crença numa qualquer religião, na medida em que fala da perpetuação da vida para depois da morte física, torna menos dura esta realidade! Daí o dizer-se que o “Ser Humano” é religioso por natureza. Ou… se não é religioso… substitui a religião por outros ídolos tais como o dinheiro e riquezas, a fama, o poder, a alimentação excessiva, o álcool, as drogas, os adornos demasiados, a devassidão e devaneios… os chamados prazeres imediatos! Mas… todos estes prazeres que, sentidos com consciência e razão nos favorecem os encantos da vida, quando desmedidos, em vez de libertarem o Homem tornam-no escravo dos seus próprios prazeres, escravizam-no! Tudo quanto leve o homem a pensar somente em si mesmo leva à escravidão! O egoísmo e egocentrismo é o pior flagelo da humanidade!
É urgente pensarmos em nós e gostarmos de nós para podermos gostar dos outros, uma vez que ninguém dá o que não tem, mas tudo com conta, peso e medida. Temos, impreterivelmente, que ter presente, em todos os nossos momentos, que além de não sermos senhores de todo o conhecimento nem de toda a razão, também não somos únicos no mundo, somos seres sociais que aprendemos com o que partilhamos e temos de nos preocupar com o crescimento e bem-estar de todos quantos nos rodeiam.
A Igreja católica sempre foi e continua a ser perseguida, e sempre houve e continuará a haver membros da sua hierarquia e dos seus fiéis a dar fracos exemplos à sociedade – a Igreja é Santa porque Jesus Cristo/Deus é santo… e pecadora porque todos os homens são pecadores!
Mas… por mais que pense e me pergunte, não consigo perceber de onde poderá vir tanto ódio aos cristãos católicos romanos! Se Roma – o centro da Hierarquia da Igreja Católica - teve culpas de alguns acontecimentos menos bons ao longo da história, já pediu desculpas por eles, já aprendeu com eles a melhorar a sua acção apostólica, e sempre foi e continua a ser um dos grandes motores de arranque para o bem-estar e justiça social em todo o mundo.
Pela cadeira de São Pedro já passaram muitos chefes da Igreja Católica, muitos “Papas”, bons e menos bons, ou, melhor dizendo, diferentes, pois não há duas pessoas iguais, cada uma tem o seu predicado.
A Igreja Católica/Universal, prega Jesus Cristo, o AMOR, porque Jesus Cristo, o rosto humano de Deus, tal como Deus Seu Pai e Seu igual intrinsecamente unidos pelo Espírito Santo de AMOR, é AMOR. E quem ama de verdade, quer queira quer não, está com DEUS.
Quando me dizem que Deus não existe… eu fico sem palavras para responder… porque Deus não se diz; Deus não tem definição; Deus não tem explicação; Deus… os Homens chamam-no Deus, Jesus Cristo Homem também o chamava Deus, porque ELE PRÓPRIO, quando se foi dando a conhecer aos homens, revelou o Seu nome dizendo a Moisés do meio da sarça que queimava sem se consumir: "Eu sou o Deus de teus pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacob" (Ex 3,6).
Moisés perguntou o que devia dizer aos filhos de Israel quando lhe perguntassem o nome de Deus, ao que Deus respondeu: "Eu sou Aquele que é". Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou até vós... Este é o meu nome para sempre, e esta será a minha lembrança de geração em geração" (Ex 3,13-15).

Um outro escrito que nos fala de uma revelação de Deus: "Ouve, ó Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor! Portanto, amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua força" (Dt, 4-6).

Os Evangelistas, ao afirmarem o que Jesus disse, dizem-nos que há um só Deus:
Só há "um único Senhor". É preciso amá-Lo de todo o coração, com toda a alma, com todo o espírito e com todas as forças (Mc 12, 29-30).
 
Eu tenho muita dificuldade em fixar citações bíblicas, mas tenho sites fidedignos a que recorro ocasionalmente!  Foi o que fiz para mostrar, com mais facilidade, que há um único Deus em três Pessoas distintas, Pai, Filho e Espírito Santo, o Mistério da Santíssima Trindade, o Mistério do Deus Triúno. Deixo as citações com a descrição total do livro de onde foram retiradas para facilitar a possível busca de aferição e contextualização:

“Há um só Deus (Deuteronómio 6,4 e João 17,3) em 3 pessoas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo (Mateus 28,19; 2 Coríntios 13,13; João 1,1 e 2; Romanos 9,5; 1 João 5,20;  e 1 Coríntios 2,10).

Deus é eterno (Jó 36,26 e Salmos 90,2), omnipotente (Lucas 1,37), omnipresente e omnisciente (Salmos 139,1-18).

Embora o Pai, o Filho e o Espírito Santo possuam os mesmos atributos, exercem funções diferentes:
-O Pai é o Criador, o Mantedor e o Soberano de toda a Criação (Apocalipse 4,11; Actos 17, 24-29; e 1 Timóteo 6,13-16).
-O Filho, através do Qual todas as coisas vieram à existência (João 1,3), encarnou-Se em Jesus Cristo (João 1,14). Através de Sua obra terrestre, foi revelado o verdadeiro carácter de Deus (João 1,18 e 14,9) e efectuado o pagamento pelos pecados da humanidade (Apocalipse 1,5 e 1 Pedro 1,18 e 19). Hoje, Ele intercede pelos seres humanos no Santuário Celestial (Hebreus 4,14-16) e, em breve, virá para resgatar Seus servos redimidos (João 14,1-3). --O Espírito Santo tem desempenhado uma parte activa com o Pai e o Filho na História da Redenção (Gênesis 1,2; Lucas 1,35; e Mateus 3,16). Foi Ele Quem inspirou os escritores bíblicos (2 Pedro 1,21) e é Ele Quem guia a Igreja no cumprimento de sua missão (Atos 20,28), capacitando-a com os dons espirituais (1 Coríntios 12,7-11).”


Para a Igreja católica… como para mim… Deus é único, chamem-LHE o nome que chamarem. É o Deus dos antepassados de Israel, o orientador dos patriarcas e profetas cujo rosto humano foi e é Jesus Cristo que veio dar a verdadeira interpretação ao Antigo Testamento mostrando-nos o verdadeiro rosto de Deus: Pai sapiente, amoroso e compreensivo, que respeita integralmente a liberdade dos seres que criou e lhes é presente, sempre de braços abertos para os receber, pronto a perdoar e rico em Misericórdia.  E para chegar a Deus, só temos um caminho, o Homem/Deus, Jesus Cristo… assim como para chegar a Jesus Cristo temos a mamã Maria… nada nem ninguém como ELA para nos fazer chegar aos braços quentes, firmes e amorosos do SEU FILHO!

7 comentários:

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Uma boa semana para si!

Bjsss

Anónimo disse...

Divulgar a palavra que os romanos são vigaristas e não apresentam prova de representação de deus é uma obrigação para libertar o povo da tirania, para libertar o povo da ignorância.

As 17 vigararias de Lisboa falam de deus mas sem nunca ter falado com deus.

Sobre a tríade, os romanos tentaram concentrar os mitos da altura, por exemplo, a egípcia: Osiris, Isis e Horus. Divino? Ou humano?

Já Alexandre O Grande tinha sido declarado deus em vida depois de ter passado pelo Egipto.

Outro mito importante foi concretizado por Átila o Huno, que mostrou que roma ocidental era fraca e que roma oriental, com deus, podia subjugar alguém tão poderoso como Átila, (foi assim que morreu depois de se casar). Mas a ideia de uma igreja una permance, como Átila o Huno, unificou as suas aldeias. O debate se são Igrejas ou se é apenas uma Igreja ainda foi tocado recentemente, e continua uma opção romana.

Não é a questão do amor, caridade, amizade, que é debatida. Isso foi Lutero que obrigou a Igreja a pensar nas suas 95 teses. A questão é a de ceder tacitamente aos romanos a moral e a ética de um povo que se quer livre.

A Igreja já errou demais para ter direito ao pulpito e falar. Agora deve recolher e ouvir. No lugar de pedir, deve dar o que retirou do povo durante 2 milénios. Se unir as reservas de ouro de cada paróquia fica com...?

Porque permitem os Portugueses que os membros de roma em Portugal tenham uma justiça diferente do resto do povo?

Porque permitem os Portugueses que roma tenha uma concordata que dá dinheiro a roma e retira dinheiro a Portugal?

A igreja cria uma prisão mental desde o nascimento, cria uma tirania de pensamento que impede o saudável relacionamento entre Homens, que impede o verdadeiro amor entre Homens. Olhe para a Irlanda...

Há mais guerra por causa de religião do que amor por casusa da religião.

Anónimo disse...

O motivo tem mais de 2 mil anos:

"Quo vadis?
Romam vado iterum crucifigi."

São disse...

Também para mim só há uma Entidade Suprema...e nem me interessa que designação lhe dão.

Um abraço amigo.

Anónimo disse...

deus existe, é verdade. deus existe no imaginário de quem acredita e isso tem capacidade performativa. O problema é que esse deus imaginário pode dizer uma coisa hoje e outra amanhã... deus é vingança como se pode lêr na bíblia em Naum.

Problema mais sério é as boas almas caridosas aceitarem tacitamente o que um padre diz pensando que é para seu bem e não para o bem da instituição que o padre representa. Tudo pode ser feito desde que a 'polis' aumente o seu poder, tudo o resto é pecado, sendo que pecado quer dizer que: tudo o resto é falhar o objectivo.

Tudo o que os padres fazem é para aumentar o capital do vaticano, o objectivo... se reduz é pecado. Como se aumenta o capital do vaticano? Com esmolas, pedir sem pedir, com subsídios, com voluntariado... e para quê? Para o vaticano não saber o ouro que tem em cada Igreja... Em Fátima estão agora a fazer a catalogação do ouro que foi oferecido...

Basta olhar para a IURD...

Camila disse...

Concordo com tudo. Parabéns pelo texto.

Hermínia Nadais disse...

Pois!...

Ontem... dei resposta aos comentários anónimos, não sei porque é que a resposta não está aqui, devo ter feito alguma asneira sem saber ou deve ser por alguma razão que me transcende.
Tenho muita pena... mas não vou escrever outra, pois se aqui não está... é porque não devia estar, tenho a certeza!...

Amigos ou amigas, pessoas anónimas: Quem semeia ventos colhe tempestades, pois com ódio não se conquista AMOR.

Fico contente por poderdes despejar aqui tudo o que vos preocupa... será uma boa forma de poderdes ser inundados de AMOR, ou seja, de Deus!

O mal e o bem andam lado a lado, e quando se vê só o mal é porque alguma coisa não está bem.

Voltem sempre... preciso de aprender convosco, obrigada!