Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

Na frescura dos meus anos, vagueio confiante pela estrada do tempo; escrevo, observo e recordo

domingo, 6 de janeiro de 2013

Educar na Fé




A Família, formada pela graça Sacramental do Matrimónio é tornada como que uma  'igreja doméstica', e é o lugar de Catequese, principalmente na primeira infância!
A Declaração sobre Educação Cristã do Concílio Vaticano II diz que "os pais devem ser os primeiros mestres da fé dos filhos!"
‘São Paulo escreve na Carta aos Romanos: "Acredita-se com o coração e, com a boca, faz-se a profissão de fé" (Rm 10, 10). Mas como desabrochar a fé a partir da infância?’
A Fé atuante pelo amor muda toda a vida do homem! A Fé cresce quando é vivida como experiência de um amor recebido! O coração indica que o primeiro ato pelo qual se chega à fé é dom de Deus e ação da graça que age e transforma a pessoa até ao mais íntimo dela mesma.
Quando ouvimos pessoas a dizer que não sabem o que é fé ou têm uma fé muito pequena... teremos de pensar na forma como a fé lhe foi transmitida e alimentada ao longo da vida!
A Fé de uma pessoa que é batizada, faz a primeira Eucaristia aos dez anos, e só volta à Igreja depois de vinte anos para se casar, não pode ter uma Fé muito forte, a não ser por uma especialíssima graça de Deus!
O crescimento na Fé é um pouco como o crescimento corporal! Assim como o corpo, se não for alimentado, fica doente e morre, uma Fé recebida e não alimentada tende a morrer também!
Assim como a roupa deixa de servir na pessoa que cresce, a Fé deixa de desabrochar e crescer na pessoa que não pratica atos de Fé.
Os pais são os primeiros responsáveis pela transmissão da fé aos seus filhos, na caminhada cristã em casa e no encaminhamento para a catequese que é uma educação da fé.
A Igreja também tem a responsabilidade de acolher as crianças bem pequeninas na iniciação cristã pois é o tempo da formação do caráter, personalidade, afetividade e os valores bases que os onde conduzir na vida!
É urgente, em casa e na catequese e comunidade cristã promover nas crianças o encontro com a pessoa de Jesus, Aquele que será o melhor amigo durante toda a vida!
Na época que vivemos é urgente e necessário promover uma Nova Evangelização nas Comunidades Paroquiais, pois a iniciação cristã da enorme maioria da população católica não corresponde ao verdadeiro conhecimento da Doutrina de Jesus nem a uma coerência de pensamentos, palavras e atitudes!
Era mais que necessário organizar uma catequese para todas as gerações ou então promover a catequese de adultos.
Como podem os pais educar cristãmente os filhos se eles próprios não conhecem nem vivem o verdadeiro cristianismo?
O “dai-me homens que vos darei cristãos” é uma realidade… mas se ser cristão a sério é muito difícil… ser-se pessoa sem se ser cristã é mais difícil ainda!
Mas não é impossível! Quando as pessoas têm boa vontade… são mesmo de Deus, saibam-no ou não!
Mas aos cristãos é pedido organizar novas formas que ajude os catequizandos a valorizar o sentido da vida junto aos sacramentos para adquirir uma identidade cristã forte e segura e para participar de forma comprometida na comunidade como cidadão, consciente de ser sal e fermento no mundo!

Hermínia Nadais

2 comentários:

irene alves disse...

Minha querida amiga, sempre a nos
indicar os bons caminhos cristãos.
Desejo-lhe um bom fim de semana.
Bj.
Irene Alves

Hermínia Nadais disse...

Obrigada amiga Irene!
Bom fim de semana com tudo de bom!
Bjs
Hermínia